Portal do Governo Brasileiro

Homenagem à acadêmica Adriane Gulart

Parecia um sábado comum, período de recesso/férias na UFSM, com muito sol e um calor agradável, o céu estava especialmente azul... os ipês plenos de flores, as laranjeiras perfumando o ar com suas florzinhas miúdas, os cinamomos brotando com todo o vigor, tudo anunciando a renovação... mas não seria um dia comum. Foi no dia 22 de julho de 2017 que a Adri (Adriane Gulart) partiu rumo à imensidão daquele céu... Ainda podemos ouvir seu riso solto, sua tagarelice de menina que tem mil sonhos a realizar... assim era a Adri no Laboratório Corpus, nas aulas, nas reuniões do PET Letras, nos projetos desenvolvidos no Colégio Pão dos Pobres e na Turma do Ique. Talvez seu maior sonho profissional ela tenha desempenhado ali, no meio da criançada, onde era chamada de “profe”. Ela amava ser a Profe! Foi aluna, foi professora, apresentou trabalhos pelo Brasil afora, foi palhaça, foi oradora que representou o grupo, foi brava, foi brincalhona... foi agitação! Mas aos poucos foi perdendo as forças, participando menos das atividades do Grupo e passou a direcionar seu espírito de luta e sua coragem para superar a doença! Foi um ano de bravura! Não foi fácil para ninguém! Para mim, especialmente, da ordem do inacreditável. Eu tinha uma certeza da cura... nem sei de onde vinha essa certeza, talvez de todas as experiências vividas com a Adri no interior do Grupo, afinal: ela sempre dava um jeito! Talvez o jeito, desta vez, fosse voar, livre de tudo... A cada partida vai um pouco da gente... mas fica o exemplo de luta, a lembrança, os aprendizados compartilhados... Adri, hoje tuas gargalhadas ecoam em cada um de nós, confortam nossos corações e, certamente, marcam presença onde quer que estejas...

Texto: Verli Petri

12112208 982168905138760 2914417774041446798 n 1

12246739 994305627258421 270947344659323672 n

12004085 964967146858936 4232438335241748580 n

14980 740308349339657 8854185587137838643 n

10253774 982168925138758 7068868736417259798 n

10407315 724543877642216 4742357889631460061 n

10527671 740308146006344 4735121481636877808 n

10675748 1563619430537533 2363482756795423687 n

10689640 726855674072065 7902782881396357165 n

10997810 964967083525609 7595077527746475110 n

11987016 964966883525629 378805325902966516 n 

11988596 994305477258436 5266480211742410475 n

12036879 982897058399278 483931698589529618 n

12111958 982896981732619 6081998443613818410 n

12195864 984930844862566 707519971364948940 n

12227558 1709703739262434 3922224262236369472 n

12246739 994304997258484 622376978354675990 n

12246949 995050970517220 4455809663027808422 n

12316482 942976832448054 5520764035407784844 n

festa da semana de Letras

12871471 1001979049898696 7090978817676568461 n

13240495 991237630972838 8359692473347595555 n

13312697 1001979196565348 8184589117789477760 n

com Amanda

com a Célia

encerramento Pão dos Pobres 2015

um por de sol inesquecível