Portal do Governo Brasileiro

Quem foi Neusa Carson


Neusa Coden Martins, filha de Alady Martins e Isabel Coden Martins, nasceu em 27 de julho de 1944 e faleceu em 16 de dezembro de 1987. Sua formação escolar foi em Santa Maria no Rio Grande do Sul. Fez seu curso primário entre os anos de 1950 e 1955 no Grupo Escolar Cícero Barreto. O primeiro ciclo do curso secundário foi iniciado em 1956 e concluído entre os anos de 1957 e 1960 no Colégio Sant’Anna.

Sobre-neusa2

No segundo ciclo, Neusa realizou o CursoClássico no Colégio Estadual Manoel Ribas, entre 1961 e 1963. Em 1965, ingressou no curso de Letras (Base Inglês) da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras “Imaculada Conceição” em Santa Maria. Enquanto aluna de graduação, realizou diversas atividades acadêmicas: participou de encontros e congressos universitários no Rio Grande do Sul e na região sul do Brasil, foi vice-presidente do Diretório Acadêmico Jacques Maritain da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras “Imaculada Conceição” (gestão 1965/1966), recebeu diploma de Sócia Benemérita do Diretório Acadêmico da Faculdade de Filosofia da Universidade Federal de Santa Maria. Ainda nessa época, foi aprovada em concurso público na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), onde tomou posse como escriturária em 09 de setembro de 1966 e, no ano seguinte, foi designada chefe de seção de divulgação e propaganda. Na passagem ao ano de 1968, Neusa concluiu sua graduação e participou do I Instituto Brasileiro de Lingüística realizado na PUC/RS, quando foi aluna dos cursos ministrados pelos professores Joaquim Mattoso Câmara e Aryon Rodrigues. Posteriormente, na cidade de Santa Maria, freqüentou um curso ministrado pelo professor Aage Johannes Hald Madsen e, no mesmo ano, conforme consta em seu currículo, foi convidada pelo governo dos Estados Unidos para uma viagem ao país. Após esse período de formação universitária, a estudiosa pediu exoneração do seu cargo na Reitoria da UFSM e dedicou-se a atividades de docência, na disciplina de Lingüística, no curso de Letras da UFSM. O ano de 1968 marcou, assim, o início da carreira de Neusa Martins como professora universitária No ano de 1970, Neusa direciona-se para um período de dezoito meses nos Estados Unidos, a fim de realizar seu curso de mestrado, cuja dissertação tem por título Bilingualism in Primary School Children7 e, após seu retorno ao Brasil, em 1972, já como mestre, Neusa Coden Martins foi designada ao cargo de Professor Assistente na UFSM. Ainda no mesmo ano, após o casamento com o economista americano William Edward Carson, passou a assinar o sobrenome do esposo. Em 30 de maio de 1972, recebeu o convite para ministrar a disciplina de Lingüística Aplicada, no Programa de Pós-Graduação da PUC/RS, onde posteriormente assume a disciplina de Morfossintaxe.

neusa

Tal vínculo com a universidade católica, possibilita que, no ano seguinte, Carson publique seu primeiro artigo, intitulado O desenvolvimento da linguagem infantil, na REVISTA LETRAS DE HOJE da PUC/RS. A formação da profissional é intensificada após sua estada nos Estados Unidos, entre os anos de 1974 e 1976, quando desenvolveu atividades acadêmicas e realizou pesquisas em Ohio State University e em Kansas University, as quais contribuíram para suas publicações futuras, como a monografia escrita para a obtenção do título de Master of Philosophy, intitulada The problem of classification of South American indian languages e, inclusive, para sua tese de doutorado, intitulada PHONOLOGY AND MORPHO-SYNTAX OF MACUXI (CARIBE). A partir desta, Carson adentra o campo de estudos em descrição de línguas, trabalhando com a descrição do Macuxi, língua indígena, no estado de Roraima. Tal língua é definida e situada territorialmente pela estudiosa da seguinte forma “Macuxi é do tronco lingüístico Caribe, sendo considerada uma língua do grupo leste-oeste da região guianense. Esse grupo se estende além da guiana brasileira, para a Venezuela a oeste e para a Guyana (antiga Guiana Inglêsa), Suriname e Guiana Francesa, para leste”. (Carson, 1983, p.90) Entre os anos de 1978 e 1986, pode ser observado um considerável número de publicações de Carson, que foram constituídas a partir de resultados parciais de suas pesquisas. Ainda na década de 80, no período de 01 de janeiro a 30 de junho de 1985, a professora esteve na Universidade de Berkeley, nos Estados Unidos, a fim de realizar seu curso de pós-doutoramento. Nesse período, manteve contato com lingüistas europeus, como B. Pottier e J. H. Robins. Como pesquisadora visitante da Universidade de Berkeley, Carson viajou a países como França, Inglaterra e Alemanha, no intuito de expandir as pesquisas lingüísticas que estavam sendo desenvolvidas. Em instituições como as Universidades de Londres, de Amsterdam e de Copenhage, a autora proferiu um ciclo de palestras durante o mês de março de 1985. Em seus arquivos pessoais, encontram-se esboços de algumas dessas exposições, que consistiram em apontamentos a respeito de aspectos da língua Macuxi, descrevendo não apenas a língua, mas também a cultura de seus falantes. Dentre suas palestras, pode ser salientada uma, em especial, The Amazon languages Preservation Project, proferida na Universidade de Copenhage. Nesta, Carson não somente coloca o propósito de tal projeto – formar pessoal capacitado para a coleta de dados em línguas indígenas – mas também enfatiza a formação de um acervo dessas línguas como uma contribuição para a história cultural do Brasil e da humanidade. Conforme se pode observar nos registros de suas atividades, seu último trabalho teria sido realizado em agosto de 1987, quando a pesquisadora participou de um Seminário sobre Línguas Indígenas da Amazônia nos Estados Unidos.